segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Sepultura é conservada em meio a canteiro de obras na China após parentes recusarem acordo com construtora

Semanas atrás vimos nos sites de notícia um casal de idosos que se recusou a sair de sua casa para dar lugar a uma autoestrada de quatro pistas. A estrada de acesso para uma estação de trem foi construída ao redor do prédio após o agricultor Luo Baogen, 67, e sua mulher, rejeitarem um acordo para que ele fosse destruído. No início de dezembro, no entanto, a casa foi finalmente demolida depois que os proprietários receberam cerca de R$ 88 mil de indenização.
Veja as fotos:


Agora, também na China, o caso é com algumas sepulturas:



Uma sepultura solitária sobrevive em meio a um canteiro de obras em Taiyuan, província de Shanxi, na China. O túmulo, hoje cercado de concreto e aço, pertence ao antepassado de uma família que se recusa a remover os ossos do parente do local - onde antes funcionava um cemitério - para a construção de um arranha-céus.

Todos os restos mortais abrigados no cemitério foram transferidos após pagamento de indenização aos descendentes. Mas uma família recusou o acordo, o que significa que as fundações do edifício tiveram que ser construídas ao redor do túmulo. Os investidores já ofereceram cerca de R$ 333 mil para que a lápide seja retirada, sem sucesso. Enquanto isso, trabalhadores da obra convivem com o monte de terra e vizinho um tanto quanto insólito.





Fonte:extra.globo.com/noticias/bizarro/"



Postado por Filhote de Pombo | 14:15 | 0 comentários »

Feed

Comentários
0 Comentários

0 comentários

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails